quinta-feira, 17 de agosto de 2017

EM JOGO MUITO DISPUTADO, BOTAFOGO E FLAMENGO FICAM NO EMPATE SEM GOLS



A torcida mandante fez, novamente, uma bela festa no Estádio Nilton Santos. Ergueu, inclusive, o mosaico "Não se compara". Os visitantes não se intimidaram e, na estreia do técnico colombiano Reinaldo Rueda, também cantaram o jogo todo. A partida entre Botafogo e Flamengo, na noite desta quarta-feira, pela primeira semifinal da Copa do Brasil, ficou no 0 a 0.

A atuação foi mais vistosa nas arquibancadas do que no campo em si. Até o árbitro Anderson Daronco atrapalhou... No fim, o Glorioso leva para o segundo jogo, no Maracanã, a vantagem de não ter sofrido gol e poder jogar por qualquer empate com gols para avançar à decisão. Um novo 0 a 0 levará a definição para as penalidades.



A primeira chance clara de gol foi aos 16 minutos, com Rever, de cabeça. A bola fpo para fora. No minuto seguinte, em jogada pela esquerda, Rodrigo Pimpão cruzou, a zaga afastou e João Paulo chutou no rebote. A bola foi novamente para fora.

Aos 26, Bruno Silva passou a bola entre as pernas de Renê e foi na linha de fundo. O cruzamento, porém, foi nas mãos de Muralha. E o mesmo Bruno, aos 27, mandou um voleio para fora, após cobrança de escanteio.

O Glorioso era melhor nesse momento. Aos 31, Matheus Fernandes tentou um chute cruzado, de longe, e novamente fez a arquibancada suspirar.

O cronômetro marcava 44 minutos quando foi a vez de Rodinei ir ao fundo e cruzar. Gatito Fernández deu rebote, mas pegou o chute à queima-roupa de Berrío. A jogada, porém, já estava parada.



O primeiro lance de perigo do segundo tempo ocorreu apenas aos 11 minutos: Everton arrancou em diagonal e sofreu falta. Diego cobrou com capricho. A bola, teimosa que só ela, beijou a trave direita do goleiro.

E Everton apareceu de novo aos 22. Cruzamento de direita, a bola desviou em Igor rabello e saiu com perigo. Oito minutos depois, Matheus Fernandes tentou novo chute e Muralha pegou.

O lance que mudou a partida foi protagonizado por Carli, Muralha e Anderson Daronco, aos 32. O árbitro viu maldade do zagueiro botafoguense e do goleiro rubro-negro em uma dividida e expulsou ambos, aplicando cartão vermelho diretamente.

Com isso, os treinadores precisaram queimar as últimas alterações que tinham e desfiguraram suas equipes. Vinicius Junior ficou apenas oito minutos em campo e acabou "sacrificado". Com um jogador a menos de cada lado, a partida poderia ficar mais aberta, mas o receio de um gol que, àquela altura, poderia mudar os rumos da eliminatória, deixou tanto Botafogo quanto Flamengo receosos de irem ao ataque.



FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 0 X 0 FLAMENGO
Data/hora: 16/8/2017, às 21h45
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Élio Nepomuceno Júnior (RS)
Cartões amarelos: Carli, Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso e Rodrigo Pimpão.
Cartão vermelho: Carli (Botafogo) e Alex Muralha (Flamengo)
Gols: -
Renda e público: R$747.825,00/ 26.575 pagantes

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Luis Ricardo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes (Gilson, 30'/2ºT) e João Paulo; Rodrigo Pimpão  (Guilherme, 21'/2ºT) e Roger (Marcelo, 35'/2ºT) - Técnico: Jair Ventura.


FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Rever, Juan e Renê; Willian Arão e Cuéllar; Berrío (Márcio Araújo, 25'/2ºT), Diego e Everton (Vinícius Júnior, 29'/2ºT,  Thiago, 36'/2ºT)); Felipe Vizeu - Técnico: Reinaldo Rueda.

LANCE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário